Orientações e dicas

06/06/2017

Fumar é prejudicial para quem tem varizes

Fumar é prejudicial para quem tem varizes

Não é novidade que o tabagismo faz mal à saúde, mas você sabia que fumar é prejudicial para quem tem varizes também? A estimativa é de que uma pessoa que consome até quatro cigarros por dia tem mais chances de desenvolver doenças vasculares, por diversos motivos.

Por isso, o incentivo aos fumantes para que abandonem o vício é uma das medidas de prevenção contra as varizes. Os efeitos da falta de nicotina no organismo são sentidos já no primeiro dia sem cigarro. A pressão sanguínea, a pulsação e o nível de oxigênio voltam ao normal quase que imediatamente. Em três semanas, há melhora na circulação do sangue e, gradativamente, o risco de o corpo ser acometido por alguma doença se torna menor.

Por que fumar é prejudicial para quem tem varizes

Fumar é prejudicial para quem tem varizes porque esse mau hábito aumenta a espessura dos vasos sanguíneos, a diminuição da concentração de oxigênio no sangue e a elevação da pressão arterial. Nessas condições, o risco de desenvolver hipertensão, tromboses e varizes torna-se ainda maior, principalmente, para quem já tiver propensão ao surgimento de alguma dessas doenças.

Além disso, as substâncias do cigarro danificam as paredes das veias e reduzem a quantidade de colágeno na pele, o que favorece, ainda mais, o aparecimento de varizes. Somente parar de fumar já alivia o organismo desses efeitos negativos, mas a recuperação pode ser ainda melhor com a prática de algum exercício físico para facilitar o retorno venoso.

A caminhada é a atividade física mais recomendada para quem tem varizes. O movimento das pernas ao andar ajuda o corpo a bombear o sangue dos membros inferiores de volta ao coração. Mas, caso caminhar não seja uma das coisas que você mais goste de fazer, existem outros exercícios que também auxiliam no combate às varizes. Um cirurgião vascular pode indicar qual é o mais adequado em cada caso.

É bom consultar o especialista, inclusive, quando houver sensação de dor e cansaço nas pernas. Junto com o inchaço, esses sintomas são os principais indicativos da existência de varizes. O médico poderá sugerir tratá-las com escleroterapia, microcirurgia ou laser, dependendo do tipo de variz.

A maioria dos tratamento pode ser realizado no próprio consultório médico, sem anestesia e sensação de dor. Em algumas situações, os tratamentos podem ser combinados para que os resultados sejam mais eficazes.

Dificilmente as varizes reaparecem depois de tratadas, mas cuidar delas não significa que o problema não possa surgir em outras veias. Especialmente se os maus hábitos, como fumar e não praticar nenhum exercício físico, forem mantidos.

< Voltar