Orientações e dicas

12/06/2017

Principais fatores de risco para o surgimento das varizes

Principais fatores de risco para o surgimento das varizes

A genética é um dos principais fatores de risco para o surgimento das varizes. Mas há outros aspectos que contribuem para o desenvolvimento do problema. Alguns deles, é possível prevenir.

Quando as varizes começam a se manifestar, os primeiros sintomas são câimbra, inchaço, coceira, sensação de peso e fadiga nas pernas. A estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que 70% das mulheres e 30% dos homens, em todo o mundo, possuem veias aumentadas nas pernas.

A dilatação dos vasos é provocada por uma disfunção das válvulas que regulam o fluxo de sangue. Quando elas param de funcionar como deveriam, o retorno do fluido ao coração é prejudicado. Sem força para voltar, o sangue começa a se acumular nas veias da perna, que começam a se expandir.

Dependendo de como se desenvolvam, as varizes podem ser classificadas como sendo de pequeno, médio ou grande calibre. Para cada uma delas, há um tipo de tratamento. O mais adequado para cada caso é indicado pelo cirurgião vascular após a avaliação do quadro.

Os 5 maiores fatores de risco para o surgimento das varizes

Dificilmente a condição se desenvolve por um único motivo. É a associação de dois ou mais fatores de risco para o surgimento das varizes que facilita a formação das veias dilatadas. Os aspectos que mais prejudicam a saúde vascular são:

Obesidade

O excesso de peso exerce pressão sobre as veias, que precisam trabalhar com mais força para garantir que o sangue volte para o coração depois de já ter irrigado os membros inferiores. A sobrecarga é sentida pelos vasos, que, aos poucos, perdem a elasticidade e dilatam-se.

Tabagismo

As substâncias do cigarro danificam as paredes dos vasos e reduzem a quantidade de colágeno existente no organismo. Isso contribui para que as veias se tornem menos elásticas e mais propensas à dilatação. A chance de uma pessoa que fuma cerca de quatro cigarros por dia desenvolver doenças vasculares é muito maior em comparação à chance de uma não fumante.

Gravidez

É muito comum que mulheres que nunca tiveram varizes desenvolvam o problema durante a gravidez. A gestação é um dos fatores de risco para o surgimento das varizes devido à disfunção hormonal e ao aumento do peso e do volume do útero que ocorrem nessa fase. No entanto, na maioria dos casos, as varizes desaparecem depois do parto.

Sedentarismo

O corpo precisa do movimento dos músculos das pernas, pois a ação da musculatura ajuda a bombear o sangue de volta para o coração. A falta de exercícios limita essa atividade, favorecendo o surgimento das varizes.

Pílulas anticoncepcionais e reposição hormonal

Os hormônios presentes nos anticoncepcionais, principalmente a progesterona, são o que favorecem o desenvolvimento das varizes. Sob a ação do fármaco, os vasos têm de trabalhar mais para dar conta da circulação do sangue, o que resulta no aparecimento do problema.

< Voltar