Procedimentos e exames

Crioescleroterapia

Não é só a aparência das varizes que pode se tornar um incômodo. Os sintomas associados a elas também perturbam quem sofre com veias dilatadas. Para resolvê-los, há tratamentos como a crioescleroterapia.

Dor, inchaço, sensação de ardência e peso nas pernas são algumas das manifestações orgânicas desencadeadas pelo corpo em quem tem varizes. Elas costumam surgir principalmente nos membros inferiores e afetar as mulheres em uma proporção maior do que os homens.

Não tratar as varizes pode acarretar no agravamento do problema. O quadro pode evoluir para trombose venosa ou flebite, que é a formação de coágulos dentro da veia doente. É possível evitar que isso ocorra realizando uma consulta com o cirurgião vascular assim que a existência das varizes for constatada.

O diagnóstico das varizes é simples e feito pelo especialista no próprio consultório por meio da observação clínica. Caso considere necessário, o cirurgião pode recomendar ao paciente que faça um exame de imagem para confirmar a presença de veias dilatadas nas pernas.

Crioescleroterapia elimina as veias doentes

crioescleroterapia

Confirmado o diagnóstico, o médico pode recomendar como tratamento a crioescleroterapia, indicada para tratar varizes e vasinhos. O procedimento consiste na injeção de uma substância resfriada a 40 graus negativos diretamente dentro da veia doente. O conteúdo destrói a parede interna do vaso, eliminando-o.

O frio age como analgésico na crioescleroterapia e reduz a sensação de dor que o paciente pode vir a sentir ao realizar o procedimento. Outra vantagem da crioescleroterapia é a diminuição do número de aplicações que são necessárias para eliminar as varizes e o baixo índice de manchas arroxeadas que resultam do tratamento.

O número de sessões necessárias para tratar as varizes é definido pelo cirurgião vascular na consulta de avaliação da condição de saúde do paciente e ao longo do tratamento. A rotina do paciente que realiza o procedimento não se altera em função da crioescleroterapia. As atividades normais podem ser retomadas logo após as aplicações.

O bom resultado é mantido se o paciente associar ao tratamento algumas medidas que ajudam a prevenir as varizes e não deixar de realizar o acompanhamento com o especialista periodicamente para avaliação do estado geral de saúde.

É muito importante o paciente se certificar de que o médico escolhido é qualificado para realizar a crioescleroterapia ou qualquer outro tratamento para varizes antes de se submeter a eles. Caso contrário, o resultado pode incorrer em risco para a saúde, além de ser insatisfatório.

< Voltar

WhatsApp