Orientações e dicas

09/07/2016

Varizes e atividade física: é possível conciliar

Varizes e atividade física: é possível conciliar

As varizes e atividade física parece que não combinam, mas é o contrário.  A atividade física é uma prioridade para quem tem varizes. Mas a prática de esportes não significa, necessariamente, que uma pessoa não irá desenvolver o problema, pois há muitos fatores envolvidos.

O hábito de permanecer muito tempo em pé ou sentado está relacionado ao surgimento das varizes. Muitas vezes, o excesso de treino também é um fator que propicia o aparecimento das varizes. Mas o principal é a hereditariedade.

A variz é um problema de válvula. Os batimentos cardíacos impulsionam o sangue para todo o corpo através das artérias. Para que o sangue retorne ao coração, as válvulas existentes nas veias se abrem quando andamos. Quando estamos em repouso, as válvulas se fecham para evitar o refluxo do sangue de volta para as pernas. Um defeito nas válvulas das veias causa o refluxo do sangue, ou seja, o sangue que está nas pernas e deve retornar para o coração até sobe, mas volta e fica acumulado na veia, e forma a variz.

As veias têm o auxílio da própria musculatura da perna no retorno venoso. Por isso a atividade física é muito importante na prevenção das varizes. Porém, nem todos os exercícios são indicados para evitar o problema.

Cuidados que é preciso ter com as varizes e atividade física

O mais indicado para pessoas que querem prevenir as varizes é caminhar, por ser um exercício de baixo impacto, baixa intensidade, favorecer o alongamento da musculatura das pernas e fortalecê-la. Outras atividades aeróbicas, como a corrida e o ciclismo, também geram benefícios para a saúde venosa.

O menos indicado para as varizes é a musculação. No entanto, ela não precisa ser descartada. Apenas é preciso que a pessoa que prefere exercitar-se nos aparelhos das academias ou dos que são disponibilizados ao ar livre, em praças públicas, tenham o acompanhamento adequado.

O risco da musculação não está, necessariamente, nos exercícios feitos para definir os membros inferiores. O esforço despendido pelos membros superiores também influenciam no desenvolvimento das varizes nas pernas.

Quem faz musculação e tem predisposição para varizes deve evitar ao máximo exercitar-se com uma carga muito alta para evitar a apneia ou o bloqueio da respiração. É comum a pessoa que precisa levantar muito peso trancar a respiração para fixar a coluna vertebral ao realizar o esforço. Esse período sem oxigenar o organismo aumenta a pressão na caixa torácica e no abdome, e dificulta o retorno venoso, aumentando a pressão do sangue nos vasos e propiciando a formação das varizes.

Além de ter cuidado para evitar muito peso e fazer muitas repetições, adeptos da musculação também precisam prestar atenção à técnica e à respiração durante a execução dos movimentos. O ideal é inspirar enquanto faz o esforço (ergue o peso, por exemplo) e expirar quando relaxa (solta o peso). Por isso o peso deve ser leve ou moderado. Pesos maiores não permitem esse tipo de respiração.

A recomendação para toda pessoa que planeja praticar alguma atividade física é a de, primeiro, fazer uma consulta com um médico de confiança. As que têm predisposição para varizes devem, ainda, agendar uma consulta com um cirurgião vascular para conversar a respeito. O cuidado é para que o exercício traga mais benefícios do que complicações.

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp