Orientações e dicas

Por: - Cirurgião vascular - CRM/DF 13.263
Publicado em 04/03/2020

As vantagens da cirurgia endovascular

As vantagens da cirurgia endovascular

As doenças e complicações vasculares necessitam de intervenção cirúrgica para a correção do problema e para garantir o correto fluxo sanguíneo em nosso corpo. Há cerca de 10 anos, os procedimentos eram realizados por meio da cirurgia tradicional, mas uma nova técnica – mais segura, menos invasiva e mais rápida – está sendo amplamente empregada para tratar diversas patologias vasculares: a cirurgia endovascular.

Ouça este conteúdo: 

 

Utilizada em 90% dos procedimentos vasculares, a técnica oferece uma série de vantagens em relação ao método tradicional. Se você ainda não conhece os benefícios da cirurgia endovascular, continue a leitura e entenda porque o procedimento pode ser tão vantajoso para sua saúde vascular e bem-estar de maneira geral. Acompanhe!

O que é cirurgia endovascular?

A cirurgia endovascular é uma subespecialidade da cirurgia vascular na qual o cirurgião utiliza técnicas minimamente invasivas para tratar doenças e complicações do sistema vascular. O procedimento é realizado através de pequenas punções na região inguinal do paciente, por onde são inseridos cateteres – uma espécie de tubo fino – que navegam pelo sistema circulatório até chegar no vaso a ser operado.

Os cateteres são manipulados à distância e controlados por monitores, que permitem ao cirurgião vascular visualizar com precisão todo o caminho a ser percorrido. Dependendo da patologia a ser tratada, o cateter transporta stents – uma pequena estrutura metálica usada para manter o vaso no calibre desejado – ou uma endoprótese – utilizada para tratar a parede do vaso lesionado.

Quais doenças podem ser tratadas pela técnica?

A cirurgia endovascular pode ser utilizada para tratar patologias obstrutivas ou dilatações. Dessa forma, o procedimento é muito útil no tratamento de diversas doenças que atingem o sistema vascular. Conheça os principais problemas que podem ser tratados pela técnica:

 

  • Aneurismas: para a correção do problema, é utilizada a colocação de uma endoprótese com o objetivo de reforçar a parede da artéria.

 

 

  • Varizes: a técnica utiliza cateteres equipados com laser ou radiofrequência para eliminar as veias varicosas.

 

 

  • Doença carotídea: neste caso, o  procedimento endovascular é conhecido como angioplastia e utiliza balões que são inflados dentro da artéria para eliminar a obstrução.

 

 

  • Trombose venosa profunda: para o tratamento da trombose, a técnica utiliza um cateter especial para dissolver os coágulos dentro das veias.

 

Cirurgia endovascular X Cirurgia convencional

A cirurgia endovascular surgiu como uma alternativa para minimizar os riscos, complicações e tempo de recuperação em comparação à cirurgia convencional. Dessa forma, o procedimento oferece benefícios importantes para a saúde e bem-estar do paciente. Para que você entenda melhor as diferenças entre a cirurgia endovascular e a cirurgia convencional, fizemos um comparativo sobre as duas técnicas. Confira abaixo!

Cirurgia convencional

  • procedimento realizado com incisões na pele do paciente;
  • cirurgia com duração de três a cinco horas, no caso de aneurisma;
  • necessidade de internação por cinco a dez dias na UTI;
  • necessidade de preparação prévia para a cirurgia;
  • retorno para casa em cerca de duas semanas;
  • maiores riscos de complicações;
  • cicatrizes aparentes em muitos casos;
  • pós-operatório pode apresentar dores e incômodos;
  • tempo de recuperação maior.

Cirurgia endovascular

  • procedimento realizado com pequenas punções;
  • cirurgia com duração de cerca de duas horas, no caso de aneurisma;
  • necessidade de internação de apenas um dia na UTI;
  • ausência de cuidados prévios antes da cirurgia;
  • retorno para casa em cerca de 72 horas;
  • riscos mínimos de complicações após o procedimento;
  • cicatrizes menores e, em muitos casos, imperceptíveis;
  • pós-operatório sem grandes incômodos;
  • tempo de recuperação menor.

Em relação ao período pós-operatório, vale ressaltar que, em ambos os casos, o paciente deve seguir as recomendações médicas para evitar maiores complicações e garantir o sucesso da cirurgia. Contudo, o tempo de recuperação da cirurgia endovascular costuma ser bem menor em comparação à cirurgia aberta, garantindo maior conforto e permitindo que o paciente retorne às suas atividades diárias em pouco tempo.

A técnica pode ser utilizada em todas as cirurgias vasculares?

A cirurgia endovascular vem sendo cada vez mais empregada no tratamento de doenças vasculares, mas, apesar dos benefícios, o procedimento nem sempre é o mais indicado. Existem alguns casos em que, devido à gravidade do problema, a cirurgia convencional ainda é a técnica mais recomendada. Portanto, cabe ao profissional médico avaliar cada paciente individualmente para indicar o método mais adequado em cada caso.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite para acompanhar a Vascular Clínica no Facebook e Instagram para receber nossas atualizações em primeira mão. Até a próxima!

< Voltar

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.


Material escrito por:
Cirurgião vascular - CRM/DF 13.263

Formado em medicina pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, é especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular periférica, atua no atendimento de pacientes com patologias vasculares diversas. Dedica-se ao tratamento de varizes com laser, aplicações de espuma ecoguiada e ecografia vascular.

 

Você pode se interessar também por: