Orientações e dicas

02/02/2018

Como aliviar a dor nas pernas

Como aliviar a dor nas pernas

Quem sofre com os problemas causados pela má circulação quer saber, por exemplo, como aliviar a dor nas pernas. Existem algumas técnicas de massagem que podem ajudar a melhorar o desconforto e que podem ser feitas em casa, desde que o médico permita que ela seja realizada. Dependendo do caso, o uso da massagem para amenizar a sensação de dor pode não ser recomendado.

A dor surge quando se permanece muito tempo em pé ou sentado na mesma posição. A sensação se manifesta, com maior frequência, no fim do dia. Deitar e elevar as pernas por cerca de 20 minutos ajuda o sangue a circular melhor. Massageá-las também faz com que a dor passe mais rápido.

Como aliviar a dor nas pernas com massagem

É possível realizar a massagem sozinha, da seguinte maneira:

  1. Sente-se em uma cadeira, com a perna apoiada em cima de outra cadeira ou banco, ou sente-se na cama.
  2. Dobre a perna e vire o pé para o lado.
  3. Com uma das mãos, faça movimentos circulares no tornozelo, na altura do ossinho, exercendo certa pressão.
  4. Utilize os dedos indicador, médio e anelar para massagear o tornozelo, próximo a região do tendão de Aquiles. Posicione os dedos no local e deslize-os até a dobra do joelho.
  5. Utilize toda a palma das mãos para segurar a lateral do tornozelo. Deslize a mão pela perna, em direção ao tornozelo, exercendo certa pressão.
  6. Feche a mão e repita o movimento anterior, deslizando-a pela perna, em direção ao tornozelo, exercendo certa pressão.
  7. Abra a mão e segure a panturrilha, próximo ao joelho, de forma que o dedo polegar esteja segurando a parte posterior da perna. Faça o movimento de abrir e fechar a mão por toda a extensão da perna, até chegar ao tornozelo, de forma que toda a panturrilha seja pressionada pelo polegar.
  8. Com a perna esticada, na posição normal, abra a mão e segure a perna, abaixo do joelho. Faça o movimento de abrir e fechar a mão por toda a extensão da perna, até chegar ao tornozelo, de forma que toda a parte da frente seja pressionada pelos dedos.
  9. Com a mão em formato de concha, dê batidas leves na parte interna da perna, partindo do tornozelo, em direção ao joelho.
  10. Feche a mão e repita as batidas, com leveza, seguindo a mesma direção do movimento anterior, na parte interna da perna: parta do tornozelo, em direção ao joelho.
  11. Na parte externa da perna, repita os passos nove e dez, trocando apenas a direção do movimento: parta do joelho, em direção ao tornozelo.

Os movimentos devem ser feitos em ambas as pernas, mesmo que a dor seja sentida em apenas uma delas, pois eles também auxiliam na melhora da circulação sanguínea.

A dor persistente deve ser avaliada por um cirurgião vascular. Em alguns casos, ela pode representar um sintoma de doenças mais graves, como trombose.

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp