Orientações e dicas

10/08/2016

Como usar meias de compressão?

Como usar meias de compressão?

As meias de compressão ajudam a evitar as complicações causadas pelas varizes. Mas, você sabe como usar meias de compressão?

Essas meias não são como meias calças comuns, que é só vestir e sair de casa. Há um jeito certo de colocá-las. O correto é:

  • antes de vesti-las, colocar a mão dentro da meia, segurar o calcanhar e inverter;
  • colocar a meia primeiro no pé, até o calcanhar;
  • depois pegar a meia e levá-la até o tornozelo;
  • na sequência, deve-se ajustá-la ao calcanhar e ao pé;
  • em seguida, vestir, espalhando a meia pela perna.

As meias são recomendadas para pessoas que permanecem muito tempo em pé ou sentadas, na mesma posição, e já têm ou querem prevenir as varizes. O período prolongado sem se movimentar prejudica a circulação do sangue e propicia a formação de veias dilatadas e doentes.

A dilatação da veia é causada pelo sangue que se acumula no vaso devido a uma disfunção da válvula que altera a circulação sanguínea e não permite que o sangue retorne ao coração como deveria. As meias são uma forma de corrigir o problema por comprimir os vasos. Podem ser usadas até mesmo durante os exercícios físicos. Mas só devem ser utilizadas com orientação médica.

Cirurgião vascular orienta paciente sobre como usar meias de compressão

Existem diferentes tipos de meias de compressão e cada um é recomendado para um caso específico:

  • meias de compressão suave: são usadas para prevenir problemas como varizes e vasinhos;
  • meias de compressão média: são prescritas para quem já tem varizes;
  • meias de alta compressão:  são para pacientes que tiveram trombose venosa ou problemas linfáticos mais graves.

Elas também se diferem no tamanho. O comprimento de 3/4 é até dois dedos abaixo do joelho. A 7/8 vai até o meio da coxa e a tradicional possui o estilo meia-calça que todos conhecem (dos pés até o umbigo).

Para cada pessoa é indicado um tipo de meia, com determinada pressão. É o cirurgião vascular que prescreve qual cada paciente precisa a partir de testes que podem ser realizados no próprio consultório.

A meia não deve deixar a perna marcada. Caso isso aconteça, é sinal de que o produto não é o ideal para a paciente e ela deve experimentar outra, até provar uma que seja adequada.

O ideal é que a meia seja mais justa na parte de baixo, na região do tornozelo, e mais confortável na parte de cima. Usá-las preserva não só a circulação, como também gera sensação de bem-estar, já que evita que ao fim do dia a pessoa tenha sensação de peso nas pernas.

Durante o período que estiver com as meias, pode ser necessário reposicioná-las, pois conforme a pessoa se movimenta, a meia pode descer e se enrolar, formando uma espécie de garrote. Um teste simples que pode ser feito é vestir a meia e, ao tirá-la, observar se a perna está ou não marcada. Caso esteja sem marca, significa que o produto está sendo usado da forma correta.

As meias de compressão ajudam a prevenir as complicações causadas pelas varizes, como a trombose. Devem ser vestidas logo pela manhã e retiradas somente à noite, para tomar banho e/ou dormir. Quando a pessoa está deitada, o sangue flui normalmente e o uso das meias de compressão pode ser dispensado.

< Voltar

Você pode se interessar também por: