Orientações e dicas

27/06/2016

A mudança do clima favorece o tratamento de varizes

A mudança do clima favorece o tratamento de varizes

É no verão, ou próximo a ele, que as clínicas estéticas e consultórios de médicos que realizam tratamentos de beleza ou tratamento de varizes costumam lotar. Perto da estação que deixa o corpo à mostra com o uso de roupas mais leves, a preocupação em exibir uma aparência perfeita é maior, ou seja, nada de varizes nas pernas.

Para livrar-se delas, existem diversos tratamentos, para os quais as orientações são, em geral, evitar o sol e usar meias de compressão. Fazer essas duas coisas em dias de temperatura alta pode ser uma tortura. O melhor a fazer, então, é aproveitar o outono ou o inverno para eliminar das pernas as varizes e chegar ao verão sem preocupações.

Benefícios em realizar o tratamento de varizes no inverno

Durante as estações de temperaturas mais baixas do ano as pernas estão protegidas por calças, vestidos e saias longas, e ficam menos expostas aos raios solares, o que é recomendado durante o período de recuperação dos tratamentos, principalmente se após os procedimentos a pele da perna ficar com manchas roxas e sofrer outras alterações.

O fato de a pele não estar bronzeada no outono e no inverno também é favorável ao tratamento de varizes, ainda mais quando é feito com laser. A possibilidade de ocorrer queimaduras em peles bronzeadas é maior em função da absorção da luz do laser pela melanina, pigmento que dá cor à pele e está presente em maior quantidade em peles muito expostas ao sol.

As temperaturas mais baixas também tornam mais confortável o uso das meias elásticas. Alguns tratamentos de varizes exigem que o produto seja utilizado por um determinado período durante a recuperação.

Tratamentos resolvem o problema definitivamente

Os tratamentos de varizes resolvem o problema definitivamente. Uma veia tratada não volta a se tornar uma variz. Mas nada impede que outro vaso dilate e se transforme em uma variz. A repetição do problema pode ocorrer em pessoas com predisposição para tê-lo.

O surgimento das varizes é mais frequente em quem tem casos na família, possui idade acima dos 35 anos, é do sexo feminino, usa anticoncepcional e já teve filho. Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), 38% da população brasileira tem varizes.

O procedimento a ser realizado para tratá-las depende do tipo de variz. Para os vasinhos e as veias mais finas, o cirurgião vascular pode indicar a escleroterapia ou a crioescleroterapia. O laser também é uma alternativa, inclusive no tratamento de varizes de médio e grosso calibre. E, em alguns casos, a cirurgia é a opção mais adequada.

Mesmo quando não parecem ser graves ou são assintomáticas, as varizes precisam ser tratadas para evitar que evoluam para quadros avançados. Cuidar-se, com a assistência de um cirurgião vascular qualificado, é um autocuidado vital para garantir uma vida saudável!

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp