Orientações e dicas

27/08/2018

A recuperação da cirurgia vascular é muito demorada?

A recuperação da cirurgia vascular é muito demorada?

O tempo de recuperação da cirurgia vascular é uma questão muito abordada pelos pacientes que não desejam parar a sua vida cotidiana. Por isso, embora gostemos de momentos de descanso, o período inativo acaba causando desconforto e, às vezes, até caracterizando um motivo para o adiamento em realizar algum tratamento de saúde. No entanto, é importante que estejamos saudáveis para que o nosso tempo também seja otimizado, já que de nada adianta ter tempo e a saúde encontrar-se debilitada.

Qual o período médio de recuperação da cirurgia vascular?

Existem diversos tipos de cirurgias vasculares. No entanto, de maneira geral, o período de cuidados extensivos após a realização de uma cirurgia vascular é relativamente curto. Assim, considera-se somente algumas orientações médicas sendo necessárias para a plena recuperação do paciente. Além disso, outras recomendações serão importantes de serem adotadas à longo prazo, a fim de melhorar os resultados e evitar complicações.

É fundamental conversar com o cirurgião vascular para saber exatamente o período necessário para que o paciente receba a liberação médica a fim de realizar suas atividades moderadas. Assim, essa indicação do pós-operatório está diretamente relacionada ao tipo de cirurgia realizada e a consequente condição de saúde do paciente que exigiu a intervenção cirúrgica.

Ou seja, esse período poderá variar de caso para caso. Dessa forma, para pacientes que trataram casos mais graves de varizes, o cirurgião vascular poderá solicitar o afastamento das atividades profissionais e de lazer por até 15 dias.

Quando a cirurgia de varizes é indicada?

Sabemos que as varizes são veias insuficientes que tornam-se dilatadas e tortuosas em decorrência de problemas que ocorrem no retorno sanguíneo das pernas para o coração. Assim, possuem a coloração azulada e são facilmente notadas sob a superfície da pele.

Dessa forma, algumas complicações impedem que o sangue flua naturalmente pela veia, dando origem às varizes e fazendo com que o vaso perca sua função. É possível também que o quadro evolua e desenvolva outras doenças mais graves.

Para verificar o como está a saúde das varizes, é necessário realizar o exame clínico e a ultrassonografia venosa. Assim, o cirurgião vascular fará o mapeamento preciso das veias varicosas e obterá as informações necessárias para definir o método cirúrgico recomendado para cada caso.

Vejamos alguns cuidados importantes para depois de procedimentos de uma cirurgia vascular.

Cuidados gerais para a recuperação de uma cirurgia vascular

É importante lembrar que cada caso exigirá recomendações específicas do especialista. No entanto, as recomendações sobre os cuidados necessários após uma cirurgia vascular, de uma maneira geral, podem ser explicadas como:

  • o uso de meias elásticas durante o dia, pelo período indicado pelo cirurgião vascular, logo que voltar a andar. O ideal é que pacientes com varizes adquiram o hábito de vestir as meias diariamente, ainda mais se precisam permanecer muito tempo em pé ou sentados por algum motivo específico;
  • no período de recuperação da cirurgia vascular é necessário cuidado com a exposição ao sol. Expor a pele à incidência dos raios UVA e UVB só é permitido depois que as manchas roxas desaparecerem. Esse processo leva cerca de 20 a 40 dias para acontecer;
  • é importante evitar o levantamento de peso excessivo, no primeiro mês. Da mesma forma, atividades físicas mais intensas só serão liberadas após confirmação do profissional;
  • outra questão à qual é necessária ter atenção é referente aos tratamentos estéticos como depilação, massagem relaxante, drenagem linfática, entre outros.  Esses procedimentos só podem ser feitos depois de um determinado período pós-cirúrgico. O tempo dependerá do porte da cirurgia à qual o paciente se submeteu, por isso, antes de realizá-los, deve-se questionar ao médico se já é possível fazê-los.

Visite o seu médico regularmente

O acompanhamento pós-operatório pelo cirurgião vascular, para verificar os resultados da cirurgia e a evolução da recuperação do paciente, dependerá dos cuidados que serão indicados após a realização da cirurgia vascular. Assim, é importante comparecer a todas as consultas, inclusive às anuais, para reavaliação do caso e obter as devidas orientações quanto à prevenção de varizes.

Período de recuperação da cirurgia vascular varia conforme o tratamento

Conforme variar o tipo de tratamento para cada situação das varizes, também será alterado o seu período de recuperação. De uma forma geral, recomenda-se repouso de 2 a 7 dias, quando há corte da pele, sendo permitido movimentar-se apenas dentro de casa. Em outras situações, nem será necessário repouso. Conheça algumas cirurgias vasculares e como são seus cuidados pós-operatórios.

Cirurgia para a retirada da veia safena

A cirurgia convencional de varizes é voltada para retirar as veias safenas comprometidas. É realizada por meio de duas incisões na pele: uma na região da virilha e outra na parte interna do joelho ou na parte interna e anterior do tornozelo.

 

Dessa forma, após ser identificada a safena nesses pontos, um pequeno orifício será feito na parte distal da veia, a fim de introduzir um fino cabo de aço por toda a extensão até a virilha. Nesse local, será realizada a ligadura e o respectivo corte da veia, juntamente com a extração da mesma.

 

No tratamento de varizes, quando for solicitado a cirurgia para retirada da veia safena pela técnica convencional, o período de recuperação percorrerá, em média, 15 dias. No entanto, a recomendação médica não indica que esse tempo deverá ser passado completamente deitado. Inclusive, será orientado ao paciente que se movimente levemente, mas que os exercícios moderados sejam evitados. Assim, nesse período o que o paciente em recuperação poderá fazer é:

 

  • ir ao banheiro, tomar banho e se alimentar normalmente;
  • a partir do terceiro dia, dependendo da avaliação médica, é possível que o cirurgião libere o paciente para fazer pequenas caminhadas com a recomendação de aumentar gradativamente o trajeto conforme diminuir o desconforto.

 

Crioescleroterapia

A crioescleroterapia é indicada principalmente para os vasinhos e varizes de caráter mais leve. O procedimento se dá pela injeção de uma substância resfriada a 40 graus negativos aplicada diretamente sobre a veia danificada. Assim, o conteúdo destrói a parede interna do vaso. Poucas sessões já surtem um efeito significativo na eliminação das varizes, conforme a orientação do cirurgião vascular.

 

O pós operatório da crioescleroterapia é tranquilo e a rotina do paciente não se altera após o procedimento. As atividades normais da rotina podem ser retomadas logo após as aplicações. Algumas medidas posteriores também serão bastante importantes para uma recuperação positiva, que serão orientadas pelo cirurgião vascular.

Escleroterapia de telangiectasias

As telangiectasias são os pequenos vasinhos que se instalam na superfície da pele, também chamados de microvasos ou vasinhos. Geralmente, ocasionam desconforto, com sensação de pernas pesadas e queimação, principalmente ao final do dia ou quando as temperaturas estão mais elevadas.

Assim, graças a escleroterapia de telangiectasias é possível extinguir os vasinhos por meio da aplicação de um líquido esclerosante diretamente na região afetada, com o auxílio de microagulhas. Esse procedimento é indicado apenas para remover esse tipo de variz.

O cirurgião vascular irá avaliar a quantidade necessária de sessões para cada caso. Dessa maneira, o tratamento costuma não apresentar complicações, quando realizados de maneira segura. As sessões podem ser realizadas no próprio consultório médico. O pós operatório é leve e não exige repouso.

Escleroterapia de varizes com espuma densa, guiada por ultrassom

A escleroterapia de varizes com espuma densa, guiada por ultrassom é outro procedimento bastante recorrido para as varizes. Normalmente, é utilizado para tratar as varizes mais grossas que, antes, só poderiam ser resolvidas com a cirurgia convencional.

Além de ser menos complexa do que um procedimento cirúrgico, a escleroterapia com espuma densa resolve o problema de varizes tranquilamente. A ação da espuma elimina as veias dilatadas e devolve às pernas o aspecto saudável.

Sobre o pós operatório é importante que o paciente faça uso da meia elástica por 15 dias e se atente à supostas reações na pele, que podem vir a surgir. Isso porque é possível que a região tratada fique manchada, no entanto, é normal que desapareça no período de três meses. Entretanto, caso não haja melhora, é fundamental o retorno ao especialista.

Laser transdérmico para tratamento de varizes

O laser transdérmico também é uma ótima opção para o tratamento de varizes. Assim, o procedimento funciona com uma luz bastante específica que, ao ser aplicada sobre a pele, aquece o sangue e promove a contração da veia. Esse processo é capaz de reparar o vaso danificado. Assim, o laser transdérmico pode ser solicitado pelo especialista em conjunto com a escleroterapia, quando for necessário utilizar as duas técnicas para tratar as varizes.

 

Geralmente, é indicado pelo cirurgião vascular no intuito de tratar telangiectasias e varizes de menor calibre, já que em veias mais calibrosas o aquecimento e a contração proporcionados pela ação do laser transdérmico não são suficientes para repará-las. Dessa forma, é importante que somente o cirurgião vascular indique e atue diretamente nesse tipo de tratamento, já que as complicações podem ser bastante severas, em relação às reações biológicas causadas.

 

É importante ressaltar que pacientes que possuem problemas como vitiligo ou que fazem uso de medicações fotossensibilizantes  não são indicados para esse tipo de tratamento de varizes.

 

Da mesma forma, pacientes com a pele mais escura devem ter um cuidado maior ao utilizar o laser transdérmico, já que absorvem mais calor devido à maior quantidade de melanina na pele. Nesse caso, o médico diminuirá a intensidade da luz a fim de evitar queimaduras. Algumas observações serão importantes para o pós operatório:

 

  • uma semana anterior e posterior ao tratamento, é importante que o paciente não exponha a pele ao sol, pois o órgão estará fotossensível;
  • o paciente poderá caminhar já no primeiro dia após o procedimento;
  • outras orientações específicas serão solicitadas pelo cirurgião vascular.

Microcirurgia de varizes

A microcirurgia de varizes é indicada para tratar as varizes reticulares . O procedimento é realizado em aproximadamente 30 minutos, por meio de microincisões para a remoção das veias. Dessa forma, os cortes são bem pequenos e não exigem pontos, resultando em cicatrizes bastante discretas.

 

Após a microcirurgia de varizes, o pós-operatório é bastante tranquilo e o paciente não precisa passar por internação. Algumas recomendações simples estabelecem que o paciente:

 

  • permanece em repouso pelas próximas 24 horas após o procedimento;
  • pode retornar para casa no mesmo dia;
  • retorne às atividades diárias em torno de dois dias;
  • volte a praticar exercícios físicos segundo orientações médicas, geralmente, em sete dias;
  • aguarde entre 30 e 45 dias para expor a área afetada ao sol, a fim de evitar manchas na pele.

 

Cirurgia de varizes por endolaser

O procedimento para varizes por meio do endolaser, ou laser endovenoso, é considerado um método minimamente invasivo, destinado a tratar as dilatações venosas, principalmente nas veias safenas e veias perfurantes. Nesse caso, não é necessária a remoção cirúrgica da veia, apenas a obliteração. Uma pequena incisão na pele é feita por meio da introdução de uma fibra óptica diretamente na veia.

 

Esse tipo de procedimento é realizado por meio de anestesia local, acompanhado de sedação leve. Na maioria dos casos, não exige internação prolongada no pós-operatório. Assim, o cirurgião vascular irá ressaltar o melhor para cada caso específico.

 

Portanto, é importante estar atento aos procedimentos dispostos para uma cirurgia vascular. As suas mais variadas técnicas, sugerem um tempo de recuperação relativamente curto. Por isso, é fundamental passar pelo repouso temporário de determinados procedimentos, para então garantir a saúde a longo prazo. Agende uma consulta e tire todas as suas dúvidas.

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp