Orientações e dicas

28/07/2016

Há diferença entre varizes e trombose?

Há diferença entre varizes e trombose?

As varizes são um problema com causas e consequências. Mais do que comprometer a estética, os sintomas desencadeados pela condição podem gerar desconforto e prejudicar as atividades rotineiras. No entanto, elas podem contribuir para a formação da trombose.

A hereditariedade é um dos principais fatores que favorece o surgimento tanto das varizes quanto da trombose. No caso das varizes, os hábitos de vida de cada pessoa (praticar ou não exercícios físicos, fumar, tomar pílula anticoncepcional, ficar muito tempo em pé ou sentado, entre outros) também influenciam no aparecimento delas.

As mulheres têm mais varizes do que os homens. Alguns dos sinais da presença delas são dores, inchaços, sensação de peso na perna, além da aparência que dão aos membros inferiores. O cirurgião vascular deve ser consultado o quanto antes mediante a percepção do menor desconforto para que possam ser tratadas.

Principal diferença entre varizes e trombose está no risco que cada uma representa à saúde

As varizes são veias dilatadas que têm a função comprometida pelo retorno inadequado do sangue ao coração. Esta dilatação das veias, que dá origem às varizes, altera a circulação sanguínea. O fluxo lento do fluido nos vasos é um do desencadeadores da trombose. Outros são as trombofilias, ou seja, as alterações químicas do sangue que também estão associadas a fatores hereditários.

A genética para varizes, somada à genética das alterações sanguíneas, aumenta a tendência e o risco de uma pessoa com ambas as condições desenvolver a trombose. Possuir os dois fatores hereditários não significa, necessariamente, que uma pessoa irá desenvolver a doença.

As chances de a trombose de fato se estabelecer são maiores quando a pessoa com a predisposição se expõe a situações que favorecem o surgimento da doença, como uma cirurgia, pílula anticoncepcional, viagens longas de avião, o parto, entre outras.

A trombose atinge as veias mais importantes do organismo. Os sintomas e as complicações relacionados a doença são mais graves e, por isso, merecem maior atenção.

Qualquer veia do corpo pode ser acometida pela trombose, embora seja mais comum nos membros inferiores. Isso se deve ao fato de as pernas exercerem um esforço maior para sustentar o corpo e à anatomia corporal.

A hidratação é uma das formas de prevenir a trombose. O recomendado, especialmente para pessoas que fazem longas viagens aéreas e permanecem muito tempo expostas à baixa umidade relativa do ar é a ingestão de líquidos em grande quantidade. Além disso, é importante caminhar a cada duas horas e usar meia elástica.

Atualmente há muitos recursos para prevenir, diagnosticar e tratar as varizes e a trombose. A orientação médica é a melhor forma de saber como se proteger. Todas as dúvidas podem ser tiradas em uma simples consulta. Não espere para agendar a sua e cuidar da própria saúde!

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp