Orientações e dicas

Por: - Cirurgião vascular - CRM/DF 13.263
Publicado em 13/11/2019 - Atualizado 21/11/2019

O que é e quais são as principais causas da trombose venosa cerebral

O que é e quais são as principais causas da trombose venosa cerebral

A trombose venosa cerebral (TVC) é uma condição rara que representa apenas 1% de todos os casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Diferente do AVC comum, este tipo de trombose afeta, sobretudo, pacientes jovens do sexo feminino e apresenta múltiplas manifestações clínicas.

Ouça este conteúdo: 

 

Embora seja uma doença rara, a trombose venosa cerebral necessita de diagnóstico e tratamento precoce, a fim de evitar sequelas e até mesmo a morte do paciente. Para que você conheça melhor esta grave doença, reunimos as principais informações neste artigo. Acompanhe!

O que é trombose venosa cerebral?

Trata-se de uma doença cerebrovascular ocasionada pela oclusão dos seios venosos ou das veias cerebrais. A oclusão, por sua vez, é causado pela presença de trombos ou coágulos na região, que impedem a correta circulação sanguínea no cérebro.  A condição difere-se do AVC, já que este acomete as artérias cerebrais.

Quais são os fatores de risco?

A trombose venosa cerebral acomete, principalmente, pacientes femininos com faixa etária entre 20 e 50 anos, sendo três vezes mais comum em mulheres do que em homens. A explicação se deve aos fatores de risco que ocasionam a doença, como o uso de contraceptivos orais, gravidez e puerpério.

Além disso, doenças e outros problemas de saúde também podem aumentar o risco de surgimento da trombose venosa cerebral. Dentre eles, podemos destacar:

  • câncer;
  • trombofilia genética;
  • trauma craniano;
  • malformação arteriovenosa.

Quais os sintomas da doença?

A TVC é caracterizada por apresentar sintomas graves que podem representar um grande perigo para a saúde do paciente. Em muitos casos, os sinais são semelhantes aos que ocorrem nos quadros de Acidente Vascular Cerebral, mas é importante ressaltar que os sintomas são muito variáveis de paciente para pacientes. Contudo, os sintomas mais comuns incluem:

  • cefaléia difusa ou localizada;
  • convulsões;
  • alterações de fala e visão;
  • papiledema (inchaço do disco óptico).

Buscando ajuda médica

Devido à gravidade da condição, o paciente que apresentar qualquer um dos sintomas acima deve buscar ajuda imediatamente. Em cerca de metade dos casos, os sintomas podem evoluir em até 48 horas e causar a morte do paciente, caso não receba o tratamento adequado.

Diagnóstico

Geralmente, o exame inicial realizado na emergência consiste na tomografia de crânio, sobretudo em pacientes que apresentam queixa de cefaleia intensa. No entanto, o diagnóstico só é confirmado após a realização de uma ressonância magnética de crânio, um exame que permite observar com mais detalhe o trombo nos seios venosos e as alterações teciduais encontradas.

Se a ressonância não for suficiente para esclarecer o diagnóstico ou apresentar resultado falso negativo, o médico responsável pode solicitar exames complementares, como a angiotomografia ou angiorressonância magnética.

Tratamento

Após a confirmação do diagnóstico, o tratamento para a trombose venosa cerebral deve iniciar o quanto antes, de acordo com a orientação médica. A doença pode ser tratada com o uso de anticoagulantes que permitem que o sangue volte a circular normalmente na veia afetada, além de prevenir a propagação do trombo e evitar sua recorrência. Em casos mais graves, pode ser necessário o uso de corticóides e anticonvulsivantes.

O tratamento precoce diminui, consideravelmente, os riscos de sequelas e de óbito, permitindo que o paciente volte a ter uma vida ativa normalmente. Para garantir o sucesso do tratamento, é fundamental que o paciente siga todas as recomendações e faça acompanhamento médico regular.

Está em busca de tratamento especializado? Aqui, na Vascular Clínica, você encontra uma equipe de profissionais qualificados, prontos para lhe atender com total inovação, respeito e compromisso. Saiba mais sobre nós clicando aqui.

E não deixe de acompanhar nossas dicas, novidades e conteúdos através das redes sociais. Estamos no Facebook e Instagram. Até a próxima!

< Voltar

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.


Material escrito por:
Cirurgião vascular - CRM/DF 13.263

Formado em medicina pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, é especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular periférica, atua no atendimento de pacientes com patologias vasculares diversas. Dedica-se ao tratamento de varizes com laser, aplicações de espuma ecoguiada e ecografia vascular.

 

Você pode se interessar também por: