Orientações e dicas

28/06/2016

Quando a cirurgia de varizes é indicada?

Quando a cirurgia de varizes é indicada?

Há algum tempo, a única forma de tratar as varizes era pela cirurgia de varizes convencional para retirada da veia safena. Atualmente existem outras técnicas cirúrgicas, tão eficazes quanto o método tradicional, que permitem solucionar o problema em procedimentos minimamente invasivos que proporcionam uma recuperação mais rápida e a retomada das atividades diárias em um curto período de tempo.

Para cada caso, há uma indicação. No geral, veias dilatadas em um grau moderado e mais acentuado são as que possuem maior recomendação para cirurgia. Na consulta de identificação e avaliação do problema, o cirurgião vascular define qual tratamento é o mais recomendado para eliminar o problema.

A cirurgia de varizes e as diferentes técnicas cirúrgicas

É na consulta que o médico especialista em cirurgia vascular identifica as varizes que precisam ser tratadas. E se a opção para livrar as pernas do incômodo for a cirurgia, é nesse momento que explica como funciona o procedimento.

Em quem a quantidade de varizes é pequena, a microcirurgia de varizes pode ser o suficiente para remover as veias dilatadas e sem função. Elas são retiradas por meio de microincisões, que dispensam a necessidade de pontos e deixam cicatrizes discretas, quase imperceptíveis.

Já um número maior de varizes ou quando a falha no retorno venoso do sangue compromete a veia safena, a solução é a cirurgia convencional. Por intermédio de um pequeno corte feito na região da virilha e outro feito no tornozelo a safena é identificada e isolada para, posteriormente, ser passado um fino cabo de aço por ela e feita sua retirada.

Alguns cirurgiões vasculares optam por realizar a cirurgia com endolaser (laser endovenoso) por ser um método minimamente invasivo e eficiente no tratamento das veias safenas e perfurantes quando estão dilatadas. Requer, apenas, que seja feita uma pequena perfuração na pele com uma agulha para a introdução de uma fibra ótica, equipada com um laser na ponta, direto na veia. A energia do laser, liberada ao longo da veia, provoca o fechamento da veia e, consequentemente, o sumiço das varizes.

Recuperação depende do tipo de cirurgia

Os períodos de repouso e os hematomas são limitados nas técnicas cirúrgicas menos complexas. Consequentemente, a recuperação é rápida, assim como o retorno às atividades diárias.

A cirurgia convencional exige um cuidado maior. Quem a realiza pode precisar de até um mês para se recuperar, ficar com as pernas para cima, além de ter de usar meias de compressão. Esses são apenas alguns dos cuidados. Outros serão indicados pelo cirurgião vascular, único profissional capacitado para realizar a cirurgia de varizes.

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp