Orientações e dicas

30/09/2018

Manchas depois do tratamento de varizes e vasinhos: como resolver

Manchas depois do tratamento de varizes e vasinhos: como resolver

O tratamento de varizes é bastante eficaz para tratar as veias varicosas ou dos pequenos vasinhos, mas, em alguns casos, podem surgir manchas como efeito colateral. Para saber por que isso acontece é importante explicar antes o que são as varizes e vasinhos.

 

As varizes são veias doentes, que se deformam e causam dores ao organismo e podem apresentar uma forma dilatada, cilíndrica, tortuosa ou alongada. Essas veias danificadas alteram as funções saudáveis da circulação venosa do organismo e por isso precisam ser tratadas antes que  se agravem para complicações mais graves.

Já os vasinhos, conhecidos como aranhas vasculares ou telangiectasias são pequenos vasos sanguíneos dilatados, que podem se desenvolver em qualquer parte do corpo e também podem ser tratados de diferentes maneiras.

 

Para tratar esses problemas venosos, existem uma série de tratamentos. No entanto, é possível que, após a realização dos procedimentos, algumas manchas possam aparecer. Por isso, embora estejam na lista das complicações possíveis do tratamento para varizes e vasinhos, é importante conhecer um pouco mais sobre essas manchas e seus impactos no organismo.

O que são as manchas após o tratamento de varizes e vasinhos?

As manchas depois do tratamento de varizes e vasinhos são um efeito colateral indesejado. Na maioria dos casos, os pacientes sentem-se tão incomodados que querem resolver o problema o mais rápido possível. No entanto, é importante ter calma e ouvir as orientações médicas.

 

Em algumas situações, basta que alguns cuidados básicos sejam adotados. Em outras situações, a própria espera pode ir fazendo com que as manchas sumam e a pele volte à sua tonalidade homogênea.  Porém, em alguns casos, as manchas podem estar sinalizando algo mais grave e é muito importante recorrer a outras soluções para resolver o problema.

 

De qualquer maneira, caso manchas apareçam após o tratamento das varizes e dos vasinhos, é fundamental procurar ajuda médica para relatar o quadro e saber até que ponto aquela manifestação é normal.

Por quais motivos surgem as manchas depois do tratamento de varizes e vasinhos?

É considerado comum surgirem manchas depois do tratamento de varizes e vasinhos, principalmente quando os procedimentos escolhidos são a escleroterapia de varizes com espuma densa ou a criescleroterapia. Dessa forma, é possível que as manchas surjam por duas causas: a degradação da hemoglobina ou a hiperpigmentação pós-inflamatória.

Manchas roxas por degradação da hemoglobina

A hemoglobina é o pigmento contido nos glóbulos vermelhos, e é responsável por dar a cor vermelha ao sangue. Por isso, quando as manchas são causadas pela degradação da hemoglobina, o pigmento acaba sendo depositado na derme.

Dessa maneira, poderá surgir uma série de hematomas e equimoses que tendem a aparecer após o tratamento. No entanto essa reação é natural do próprio procedimento, sendo muito difícil que não ocorra, inclusive.

Nesse caso, como podem ser as manchas?

As manchas roxas na pele podem se manifestar de maneiras diferentes. Por isso, é importante esclarecer a diferença entre hematomas, equimoses, petéquias e púrpuras.

  • equimoses: são manchas maiores que 1 centímetro;
  • púrpuras: são manchas de, no máximo, um centímetro;
  • petéquias: são manchas puntiformes, que geralmente aparecem em grupos, e medem cerca de 3 a 4 milímetros.

E o que são hematomas?

Os hematomas correspondem a uma coleção de sangue fora dos vasos sanguíneos e podem ocorrer em qualquer parte do corpo, em órgãos internos e na pele.

Geralmente, os hematomas surgem em decorrência de alguma lesão na parede vascular, como um trauma, acidente, uso de algum medicamento, problemas de coagulação ou doença vascular, pancada ou após um procedimento cirúrgico, como no caso do tratamento de varizes.

Assim sendo, os hematomas provocam essas manchas arroxeadas de maior intensidade. Nesse caso, será necessário que o médico avalie as condições da mancha e sua respectiva gravidade. Normalmente, quando uma mancha roxa é decorrente de um processo natural da degradação da hemoglobina, a coloração tende a ter as seguintes características:

  • no início, a falta de oxigênio na hemoglobina deixa manchas vermelho-violáceo, o que chamamos de manchas roxinhas;
  • em cerca de 3 a 6 dias, a degradação da hemoglobina tende a deixar a mancha com uma coloração verde azulada, o que chamamos de biliverdina;
  • de 7 a 10 dias a mancha fica amarelada, pela degradação em bilirrubina;
  • por fim, de 10 a 15 dias, a mancha tende a ficar acastanhada em decorrência da hemossiderina, até que suma completamente.

Manchas por hiperpigmentação pós-inflamatória

Já as manchas derivadas da reação inflamatória gerada pela escleroterapia ocorrem em função do excesso de produção de melanina pelas células da pele, em resposta à agressão que o organismo passou pelo procedimento. Nessas situações, as manchas podem ser escuras ou acastanhadas.

Assim, a hiperpigmentação pós-inflamatória é decorrente de uma sequela causada por dermatoses inflamatórias, como lesões na pele em geral, como é o caso da resposta inflamatória dos vasinhos. É possível que afete com maior frequência e intensidade os pacientes de pele mais escura. O que acontece é decorrente do aumento da produção ou deposição de melanina da derme ou epiderme, por meio dos melanócitos que resulta em manchas escuras.

Em alguns casos, a pele volta ao normal espontaneamente num período de 3 a 6 meses ou mediante algum tratamento dermatológico.

Então como devo lidar com as manchas?

Primeiramente, é importante verificar se as manchas são normais, em decorrência do procedimento ou se estão apresentando alguma reação de complicação mais grave. O retorno ao cirurgião vascular será fundamental nesse caso, para que ele avalie e direcione a melhor opção a ser seguida. Por outro lado, algumas medidas gerais podem ajudar o paciente com essa situação do pós operatório. Vejamos algumas opções:

Esperar que a pele retorne ao normal

Caso as manchas se caracterizem apenas como uma reação natural do organismo, dê um tempo para que elas possam desaparecer de forma espontânea. Nesse caso, é importante o uso do protetor solar.

Faça uso do protetor solar

Nesse período de adaptação após o procedimento, é fundamental não expor a pele e as marcas diretamente ao sol. Isso porque o sol pode agir como um “fixador” da mancha, ou seja, se a pele manchada for exposta ao sol, corre o risco de ficar marcada para sempre.

Por isso, usar filtro solar com Fator de Proteção (FPS) alto pode ajudar a impedir o efeito do sol na pele manchada. No entanto, o mais indicado é evitar a exposição solar, buscando utilizar roupas que tapem as manchas.

Fazer uso de cremes

Uma possibilidade que acelera o processo de recuperação da pele é o uso de cremes clareadores e de alguns tipos de ácido, no caso das manchas ocasionadas pela hiperpigmentação. A indicação do produto mais adequado, na concentração correta, deve ser feita, impreterivelmente, por um médico dermatologista, juntamente com o auxílio do cirurgião vascular.

Já as manchas causadas pela degradação da hemoglobina são mais difíceis de serem tratadas. Por isso, nesse caso, o uso de cremes pouco resolve nesse tipo de situação. Dessa forma, o que pode ajudar são procedimentos como o laser ou outras técnicas que ajudam a remover manchas.

Procure acompanhamento médico e não tome decisões sozinho

Como já dissemos, é muito importante que qualquer ação e percepção do paciente seja dividida com o médico que tenha realizado o procedimento. Além disso, os resultados são melhores quando há uma atuação conjunta do cirurgião vascular e de um dermatologista de confiança.

Portanto, na hora de consultar o médico especialista em cirurgia vascular, é sempre bom conversar a respeito das possíveis manchas que podem vir a surgir depois do tratamento de varizes e vasinhos. Outra orientação importante é pedir ao cirurgião vascular a indicação de um dermatologista, caso seja importante fazer algum acompanhamento no pós operatório.

Exija profissionalismo

É fundamental que os tratamentos para varizes nunca sejam realizados por um profissional da saúde sem habilitação. Isso deve ser esclarecido já que o emprego incorreto da técnica, assim como o uso inadequado das substâncias esclerosantes e a falta de conhecimento para aplicação do medicamento, podem aumentar consideravelmente as chances do surgimento das manchas arroxeadas de caráter preocupante.

Além disso, realizar procedimentos sérios sem o cuidado correto pode acarretar em incontáveis outras complicações. Portanto, sempre certifique-se de que o médico é especializado antes de iniciar qualquer procedimento.

Você sabe como escolher um cirurgião vascular adequado?

A Cirurgia Vascular é uma especialidade médica voltada para o tratamento cirúrgico de doenças das artérias, veias e vasos linfáticos. Assim, pode atuar juntamente à Angiologia, a especialidade responsável pelo estudo clínico dessas doenças. Dessa forma, quem conduz uma cirurgia vascular é o cirurgião vascular.

Uma das maneiras mais comuns de procurar um profissional é recorrer ao boca-a-boca, mas só isso não basta. A maneira mais confiável de encontrar um bom profissional é  buscando as sociedades médicas que disponibilizam lista de seus associados, que são certificados para atuarem naquela especialidade. A busca pela internet também é uma maneira de encontrar a respectiva repercussão do profissional. No entanto, é importante considerar principalmente a qualificação profissional.

Verifique se o profissional é qualificado

Antes de agendar uma consulta por indicação, é fundamental verificar se o profissional é Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV). Felizmente, essa informação geralmente consta no currículo do médico e também pode ser facilmente localizada no site da entidade.

Essa é uma enorme segurança para o paciente, que indica que o profissional foi rigorosamente treinado em cirurgia vascular, assim como teve acesso à muitas informações certificadas e encontra-se habilitado para realizar cirurgias vasculares em geral.

Você tem mais dúvidas sobre o tema? Já teve problemas ou quer se prevenir dos efeitos colaterais dos procedimentos vasculares?  Entre em contato para maiores informações. Você também pode pré-agendar sua consulta aqui no site e cuidar da sua saúde vascular com profissionais especializados.

< Voltar

Você pode se interessar também por:

WhatsApp